RSS


Texto baseado em uma palestra de Regina Herzog (psicanalista) do dia 27/11/2010.

Ficar: Momentâneo, ato de aproveitar de alguém em determinada situação ou local.
Namorar: estar com alguém, algo que perdura por tempo, se doar.

Qual situação você se enquadra com alguma relação no momento?sua relação é um namoro que se baseia em conceitos de ficar de simplesmente usar uma pessoa pra aproveitar em determinado momento? Ou ela é pra você um presente, alguém que te faz sorrir e lembrar de momentos com ela durante o dia se doar em tentar ser melhor?
Você tem convicção que sua relação dará certo?Você é capaz de ficar com ela por toda a vida?Fazem planos ou simplesmente joga no escuro?Relacionamento é sim um jogo no escuro vivemos apostando em alguém, em sentimentos, em atitudes que podem ser ou não corretas. Por isso ambos devem se permitir errar e buscar o melhor, pois não temos certezas de que o que fizemos a principio não feriu o outro nem muito menos o afastou um pouco do relacionamento.
Mas existe por um acaso um consenso no que se dá certo no amor? Uma formula mágica que deve se seguir? Não! Amar é simplesmente arriscar não só no outro mais também na capacidade que temos de levar uma relação diante, de se doar de se conhecer , deixar que o outro nos conheças de errar , pedir perdão de fazer o Maximo em manter alguém ao seu lado, de fazer pelo o ouro aquilo que gostaríamos de sentir no momento(seja um carinho ou um simples bom dia gostoso), aceitar os riscos os medos e anseios do outro, ajudar quando é e não preciso é olhar pro outro e saber o que se passa sem precisar de palavras,respeitar as limitações,vontades e o espaço do outro,se colocar primeiramente no lugar de seu parceiro antes de tomar uma decisão.
Uma relação vem marcada pelo nosso histórico pelas nossas experiências e se relacionar com alguém que tem uma vivencia diferente mas o mesmo anseio e busca pelo amor além de um crescimento para a pessoa leva os dois a buscarem caminhos que convergem dentro desse passado e buscar um futuro que engloba a vida anterior dos dois e um amor que busca ser igual e mutuo. Mas Cada pessoa ama de uma forma, cada um tem um jeito especifico de demonstrar amor a uma pessoa. Existe o amor cortes, o zeloso, o sincero, doado, fechado, aberto, o clássico, o moderno, reservado, tímido, escancarado,rústico...O que basta é achar alguém que aceite seu modo de amar e complete o que falta no seu modo.
Por que muitas vezes sofremos tanto com um amor? Você se sente bem com alguém e as coisas não conseguem fluir, brigas, decepções, separações, seriam provações, “testes de fogo” muitas vezes sim é uma forma de mostrar que o amor que sentimos é tão grande que supera tensões, tempo, distância sem abalar o sentimento, a confiança, o carinho e a vontade de se estar junto.
Mas as vezes a paixão é tão verdadeira o sentimento carnal é tão grande a sua doação de amor é tamanho que gera esses contras e ficamos revoltados por não receber de alguém o que esperamos, e esse desejo, paixão se transforma em ódio, em amor próprio, em indignação por ter deixado de viver os seu sonhos pra viver pro outro, com o outro somente e passamos a buscar de outra forma algo que supra a necessidade que temos e não é encontrada no ser amado, seja em outra pessoa em isolamento ou simplesmente se afogando na comodidade de amar alguém de ter alguém que mesmo que não retribua de forma igualmente esperada e isso por fim se transforma em ódio, em uma separação dolorosa, que poderia ser evitada sabendo das limitações que o outro tinha de não só amar loucamente e também expor o que esperaria sem deixar acumular.
Você sabia que o amor é feio, e não Narcisista? Narciso buscou somente a beleza ,a sua , mais o amor de verdade não enxerga a beleza ele busca a sinceridade, o companheirismo, as qualidade, os defeitos, a beleza da alma o aconchego de uma palavra, as verdades contidas no coração e no amor.O amor também não é egoísta, amamos muito a pessoa esquecemos do ser eu e passamos a ser chatos a viver somente para determinada pessoa e também quando queremos viver somente o eu o querer somente pra você não vendo o outro isso destrói o outro afasta gradativamente
Quem amamos tanto e acabamos por sufocá-la de mais quanto por se sentir o centro da relação. Não devemos nos anular nem deixar de se dar ao outro mais de forma equilibrada respeitando o espaço do outro.
Antes de e assumir uma relação é necessário rever seu interior ,ver seus erros o que pode ser mudado, traçar seu objetivos saber como não deixar de fora a pessoa e apresentar a ela tudo que quer,para que o casal aos poucos se convergam os objetivos.

Deixo pra você as perguntas: “onde está o amor perfeito?” “ Onde tiramos o conceito de amor ideal, de livros, de nossos pais ,contos de fadas?Ele está certo? Ele num exige de mais do outro e pouco de você?” “o amor acaba? Ele morre?” “você é capaz de amar ?”você se conhece e sabe o que quer?” E pra você o que é o amor?

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comentários:

Vanessa Carol disse...

Considerando o contexto em que vivemos, o amor tornou-se projeção insana, na qual esperamos coisas do outro que,esse, não vai poder realizar, pois sua visão de amor é distinta[já que acredito que cada um,mesmo que encontre pontos parecidos, tem seu modo de amar ou de enxergar o amor].
Amamos a ideia de que podemos ou somos amados. Isso é necessidade humana. Mesmo que seja um amor fraterno.
Nascemos com a capacidade de amar,mas,a sociedade pós-moderna, acaba por transmitir,muitas das vezes, que não precisamos amar. Como esperar um amor perfeito sendo que é cada vez mais divulgado que é fácil ser/estar sozinho? Sabemos que, a referência familiar, mudou com o passar dos anos e, a ideia de que qualquer um é descatável, tornou mais dificil amar. O conceito de "até que a morte nos separe" assusta tanto essa sociedade individualista que conseguimos encontrar o "parceiro ideal" a qualquer momento e, mesmo sendo ideal, podemos deixá-lo quando nos convém.
Com certeza, amar é um ato de doação, entrega, em que deseja-se que o outro seja, de certa forma, único em sua vida. Porém, enquanto não tivermos em mente o que desejamos, não saberemos NUNCA amar. Oamor não acaba, ele muda seu sentido,apenas. E só morre quando morremos.

Léty disse...

Terei de responder as perguntas, não aguento
“onde está o amor perfeito?”
Não existe amor perfeito, por isso que o amor é tão interessante e intrigante.

“ Onde tiramos o conceito de amor ideal, de livros, de nossos pais ,contos de fadas?"
Tiramos de qualquer lugar utópico que possa nos mostrar algo lindo e surreal, que mostre que os problemas cotidianos não são importantes qndo cmparados ao sofrimente infindável do amor.

"Ele está certo?"
Óbvio que não

"Ele num exige de mais do outro e pouco de você?”
Ele espera demais do outro, e na ânsia de se esperar, não consegue-se agir.

“o amor acaba? Ele morre?”
Claro que sim, não adianta ficar com a linda frase: 'o amor verdadeiro nunca morre', e quando você se apaixona por alguém que de repente só vacila com você? E se essa pessoa te maltrata sem nem pensar o tempo todo? O amor não acaba? Você não pensa em ir embora e acha lindo, pq ama?? Isso não existe, o amor acaba como qualquer outro sentimento.

“você é capaz de amar?”
Todos São.

"você se conhece e sabe o que quer?”
Ninguém sabe, pq qndo conseguir o A, atomáticamente passará a ansiar pelo B.

"E pra você o que é o amor?"
É só mais um sentimento, que faz vc viver sonhos lindos, momentos mágicos e inesquecíveis. Mas só...

Marcelo "Xaion" disse...

Dessa vez seguirei a Lety e ficarei atado ao que foi perguntado.

“onde está o amor perfeito?”
Junto com duendes que nascem da imaginação... [Lety vai entender].

“ Onde tiramos o conceito de amor ideal, de livros, de nossos pais ,contos de fadas?"
A ficção é uma linda fonte de inspiração, pena que seja estática demais para comportar as variações humanas.

"Ele está certo?"
Sendo as pessoas tão inconstantes, não.

"Ele num exige de mais do outro e pouco de você?”
Sim, exige muito mais dedicação e atenção. Assim não pode ser uma relação bilateral, e, a não ser que alguém seja prazerosamente submisso, não pode existir um amor perfeito equivalente e recíproco.

“o amor acaba? Ele morre?”
A tristeza e o tédio acabam, a alegria acaba. O Amor é só mais um a ir pra vala. O que muitos chamam de amor remanescente, está muito mais pra sofrimento e amargura contida.

“você é capaz de amar?”
Não com facilidade.

"você se conhece e sabe o que quer?”
Me conheço bem e sei que quero ganhar na mega da virada. Mais que isso? sei lá;

"E pra você o que é o amor?"
Algo que funciona com a família, e só.

Vanessa Carol disse...

ah,era só pra responder as perguntas?
Então tá.
Lá vai!
“onde está o amor perfeito?”
Junto com o homem perfeito, ou seja, em lugar algum no meio do nada.

“ Onde tiramos o conceito de amor ideal, de livros, de nossos pais ,contos de fadas?"
Amor IDEAL, o próprio nome diz, vez de insanos devaneios implantados sei lá por quem. Acho que deve ser a necessidade de nos desvincularmos,um pouco,da realidade. Só isso.

"Ele está certo?"
Não![sem porquê mesmo]

"Ele num exige de mais do outro e pouco de você?”
Lógico que sim, já que projetamos no outro o que queremos, sem pensar que NINGUÈM tem obrigação de nos satisfazer.

“o amor acaba? Ele morre?”
Sim. Principalmente quando um vacilão fdp te faz sofrer tals, você, a não ser que seja muito idiota, vai continuar amando um cretino desses.

“você é capaz de amar?”
Capaz sim, pois todos nascem com a capacidade de amar. Porém a questão é: Quero amar?

"você se conhece e sabe o que quer?”
Me conheço sim e sei que quero uma forma fácil de ganhar dinheiro sem ter que me prostituir, roubar ou traficar. Só isso!

"E pra você o que é o amor?"
Depois de fazer trabalho de emoções, o amor é uma emoção completamente subjetiva, na qual há prazer e apego. Mas pensando no senso comum, bom, o amor é um sentimento em que entrega-se ao outro sem buscar em troca reciprocidade.[aff quanta besteira!]

Postar um comentário